O Pe. José Eduardo de Oliveira, um dos sacerdotes católicos mais reconhecidos nas redes sociais como referência em clareza da doutrina, compartilhou na última quarta-feira uma reflexão sobre os desafios da vida de um padre nos dias de hoje:

“Ser padre nunca foi tão difícil, assim como ser pai, marido, amigo ou qualquer outro algo para a vida de alguém… De fato, não estamos em épocas de triunfalismo. Há muita ferida exposta, inclusive em nós mesmos, maiores ou menores, mas sempre doloridas. A cada ano, quando renovamos o sacerdócio de Cristo, agradeço muito por ter chegado aqui, no cenáculo, mais uma vez. É hora de humildade, de nos pormos no pó e reconhecermos a nossa própria indignidade; é hora de gratidão, porque todo bem vem dEle; é hora de arrependimento, por tantas falhas que cometemos ao longo da vida; é hora de súplica, súplica!, para pedir o que nos falta, sobretudo amar mais sobrenaturalmente a Deus e perseverar nisso até a morte!

Ore mais pelos sacerdotes, ame-os sem julgá-los. Quantas vezes você lhe disse as piores coisas e, pacientemente, ele lhe respondeu: ‘Eu te absolvo dos teus pecados‘?…

Perdoe-nos, também, por sermos tão limitados, tão fracos, tão humanos… Hoje, mais do que qualquer honraria, precisamos de irmãos que nos ajudem a levar o peso das Igrejas de Deus”.

Via Aleteia